19 de janeiro de 2020

HÁ DIAS ASSIM ...



Há dias de pontas soltas,
de memórias rasgadas,
indecifráveis

Uma leitura de interrogações...

Impossível costurar as vivências
residentes no passado,
ainda penduradas no varal do tempo,
rotas, tristes,
arrasadoras

Há dias assim,
estranhos,
um quebra-cabeças de peças ausentes


                    Marilene



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...